Valor do Seguro Desemprego 2018: como calcular

Com o novo valor do salário mínimo reajustado em 2018 é certo também ocorrer alteração no no valor do seguro desemprego 2018.

Com a crise econômica que o Brasil enfrenta no decorrer dos anos, o aumento do índice de desemprego é algo certo. Por isso, cada vez mais pessoas estão necessitando do Seguro Desemprego.

Valor do Seguro Desemprego 2018: como calcular

Destinado aos trabalhadores que foram demitidos sem justa causa, o seguro de desemprego é uma forma de garantir segurança financeira até que o trabalhador consiga uma nova colocação no mercado.

Para os trabalhadores que recebiam acima do salário mínimo, neste ano, o seguro desemprego foi reajustado em 2,07%.  Passando de R$ 1.643,72 para R$ 1.677,74, esse valor tem como base o cálculo efetuado pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

O valor do seguro desemprego, hoje, pode variar em R$ 954,00 mensais aos que recebem um salário mínimo a R$ 1.677,74, para quem recebe acima desse valor. É importante lembrar que para o trabalhador desempregado receber esse benefício ele não pode estar exercendo nenhuma atividade empregatícia, seja ela formal ou informal.

Qual o valor do seguro desemprego 2018?

Se você ainda está em dúvida sobre esse reajuste, veja agora mais informações sobre o cálculo em relação ao valor do seguro desemprego 2018! E entenda mais sobre a suas parcelas.

Salário médio de até R$ 1.480,25

Valor da parcela: Multiplica-se o salário médio por 0.8 (80%)

Salário médio de R$ 1.480,26 até R$ 2.467,33:

Valor da parcela: O que exceder a R$ 1.480,25, multiplica-se por 0.5 (50%) e soma-se a R$ 1.184,20.

Exemplo: Se você ganhava R$ 2.467,33 (ultrapassando o valor de R$ 1.480,25) multiplicando por 0.5, o total será de R$ 1.233,66. Somando esse valor a R$ 1.184,20 o valor da sua parcela será de R$ 2.417,86.

Salário médio acima de R$ 2.467,33

O valor da parcela será de R$ 1.677,74, invariavelmente.

Número de parcelas

Com as novas leis que entraram em vigência de 2015, para que o trabalhador receba o benefício em sua primeira solicitação é necessário comprovar no mínimo 12 meses de vínculo com a empresa.

Primeira solicitação

Em relação ao número de parcelas, é exigido na primeira solicitação o total de 24 meses trabalhados para receber 5 parcelas. Agora, para ter direito a 4 parcelas, na primeira solicitação, deverá ser comprovado 12 meses trabalhados.

Segunda solicitação

No que se refere à segunda solicitação, com 9 meses trabalhados o trabalhador desempregado tem direito a receber 3 meses desse benefício. Com 12 meses, comprovando vínculo empregatício, é totalizado 4 parcelas.  Agora, para 24 meses trabalhados assim como na primeira solicitação o desempregado terá direito a 5 meses de seguro desemprego.

Terceira solicitação

Se o trabalhador tiver em sua terceira solicitação de seguro desemprego, para receber 3 parcelas, o mesmo deverá comprovar 6 meses de vínculo com a empresa. O valor dividido em 4 parcelas será destinado aos comprovarem 12 meses.  E para 5 parcelas ainda será cobrado 24 meses trabalhados.

Esperamos que você tenha conseguido entender melhor sobre a mudança do valor do seguro desemprego 2018.

Valor do Seguro Desemprego 2018: como calcular
Rate this post

Receba informações no seu e-mail

Receba, gratuitamente, informações sobre seguro desemprego no seu e-mail

Coloque seu e-mail:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge